terça-feira, 27 de novembro de 2012

Complexidade

Complicamos o simples, fatiamos o inteiro até encontrar a parte defeituosa, de perto nada é perfeito. Seria tão simples apenas ser, andar e viver. Por que procuramos o sofrimento, como se a felicidade fosse culposa,  indigna. Tudo tão igual, e a mesma busca, pela utopia do que queremos ser. Quero a paixão e a razão de mãos dadas, a paixão a me motivar e a razão para me amar. Só o amor já não me basta, só a paixão não me seduz.

domingo, 11 de novembro de 2012

Buon appetito


Hoje acordei tarde, preguiçosamente, fui tomar chimarrão com uma amiga e seu marido na Redenção.Passando das 13 horas, fomos embora,  eu estava com fome, passei no Zaffari e comprei alguns ingredientes. Com esse calor vai bem uma salada, então misturei, fiz duas saladas, uns empanadinhos assados e um baguetinho com gergelim.

Para a salada 1 usei:
- um maço de alface americana repolhada;
- um maço de alface roxa crespa;
- 1/3 de uma manga;
- 1 banana;
- 1 pêssego;
- 1 colher sopa de  uva passa preta.
Para o molho desta salada usei:
- 1 porção de mostrada;
- 1 porção de ketchup;
-1 porção iogurte natural;
- reguei com azeite de oliva e misturei tudo.

Acompanhei essa salada com 4 empadinhos de frango sabor queijo, e um bife de soja, assados, aliei o prático e urbano, com a soja, que precisamos incluir em nossas dietas o mais rápido possível, ficou ótimo.

Para a salada 2:

- um maço de radiche;
- um maço de rúcula;
- 100 gr de bacon frito;
- reguei com vinagre de uva.

Para acompanhar essa salada inclui o baguete de gergelim, ficou perfeiiitooooo! Uma salada italiana, com o sabor do bacon crocante e o pãozinho delicioso.
O acompanhamento foi uma taça de vinho gelado. Afinal, vinho gelado, vai bem sim no calor.

Saciadíssima!


Bon appetito!

********

A partir de janeiro acompanhe o Blog "Na cozinha com Elis", com minhas receitinhas criativas e as antigas copiadas da nona.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Ma perché questa ragazza non balla una tarantella?

A vida para mim é uma eterna mudança de si. Eu me reinvento, me experimento. Já tive vários trabalhos, algumas profissões. Teve épocas, que não bebi nada, noutras experimentei muitas bebidas. Num tempo quis ser mais loira, então usei o louro 12 da Italy, e quando me formei em contabilidade, fiz um penteado mega cheguei e usei um baton vermelho tentações. Fiz caminhada, me esforcei para ser super magra, fiz academia, dieta do suco, do carboidrato, da sopa. Fiz contabilidade, magistério, letras e administração pública. Já li Carinas, Julias e até fotonovelas, leio Nietzsche, li a Arte da Guerra, sou apaixonada por Érico Veríssimo, e estou lendo "A cura de Schopenhauer". Já tentei dançar  e dirigir, ainda estão na lista para tentar denovo. Fui até meio gorda, escureci o cabelo cacheado, agora alisei e estou louca para deixá-lo mais ruivo. Estou fazendo pilates e yoga. Hoje me olhava no espelho durante a aula de yoga, de calça e top, me analisava nas tentativas de acompanhar a arte indiana, olhei minhas ancas largas, braços grossos, minhas heranças italiana, e as colegas  franzinas ao lado, imaginei como estariam meus antepassados a me observar de um outro plano: " ma perché questa ragazza non balla una tarantella", pois é estou mesmo pensando em aprender a falar italiano e quem sabe dançar algumas músicas típicas. Estou numa fase natureba, procuro não comer carne, e  comer muitas frutas e tomar sucos. Vi hoje na net que suco de limão em jejum emagrece, passei no Zaffari, comprei uns limões e uma bandeja de morangos, enormes, gigantes morangos crescidos a base de agrotóxicos, hummm, deliciosos mesmo assim. Subi a Lima e Silva me sentindo a mulher mais linda e mais feliz da rua, e pensando numa taça daquele vinho do pai, ele não é só um vinho, foi meu pai quem fez, meu avô quem plantou as parreiras, enfim, significa paz. Mas também queria comer logo os morangos. Adoro o prédio que moro, e já conheço alguns vizinhos, na chegada  perguntaram da minha coluna, respondi que está ótima, mas  que achava  que hoje precisaria, um relaxante muscular, puxei demais na yoga, e o vizinho de pronto respondeu: - Não tome remédio, tome uma tacinha de vinho! Esse foi o sinal! Devo tomar o vinho! E vou, já coloquei dar uma geladinha. Bom com isso, vou tomar meu vinho e comer meus morangos também, e amanhã...em jejum.......o suco de limão!



quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Padrões mutantes de beleza

Já abordei esse assunto aqui no blog. Em como os conceitos de beleza e de sensualidade mudam através das épocas e se diferem nas  regiões do mundo. O conceito que envolve a nós ocidentais, é o da magreza, corpo bem delineado, músculos definidos, no Brasil especificamente é de corpos bronzeados, pele dourada, seios fartos e bumbum empinado. Quem não conta com a genética corre atrás do prejuízo. Por isso, tem-se desenvolvido muito mais novas tecnologias com fins estéticos, que para cura de doenças especificas que acompanham os  humanos desde que, a gordura foi símbolo de fartura e riqueza também aqui no ocidente. Vimos na mídia  mais experimentos de novos cosméticos que de  novos medicamentos. Um certo pânico em relação ao envelhecimento do corpo, é colocado acima da evolução da mente e do espírito. Se você tivesse dinheiro apenas para um, compraria o seu creme anti sinais ou um livro de um grande autor que está  louca pra ler? Ao menos  90% das mulheres de meu convívio diriam que o seu anti sinais. A que ponto ainda chegaremos, na busca do padrão dito como melhor. Como ele pode ser melhor, se numa outra região ele é preterido, pode ser apenas o escolhido por aquele grupo de pessoas, aquela comunidade, aquele país ou continente, mas melhor ou pior? Para as pessoas dedicarem suas vidas nessa busca. Acho no mínimo estranho que não no questionemos mais a respeito. Encontrei alguns locais do mundo que possuem padrões estranhos aos nossos olhos, mas completamente justificáveis para eles, por exemplo:
 Mauritânia - padrão de beleza obesidade: neste país da África Ocidental, quilinhos a mais são sinal de status para a mulherada: indicam que elas não têm de trabalhar, porque o marido é rico. Para se adequar, algumas meninas são mandadas aos 5 anos a campos de engorda, onde consomem 16 mil calorias por dia! O menu inclui dois copos de manteiga e 20 litros de leite de camelo! Há também uma explicação "sentimental": quanto maior a mulher, mais espaço ocuparia no coração do amado. O que você acha disso? Leite de camelo, se ao menos fosse uma bela batata frita e muito chocolate.


Mianmar - padrão de beleza pescoços longos: neste país asiático, as mulheres da tribo dos karenis são famosas por alongar o pescoço com anéis de metal - eles forçam o ombro para baixo e dão a ilusão de que o pescoço é mais comprido. O ritual, que é gradativo e começa aos 5 anos, está caindo em desuso: sem as argolas, os músculos não conseguem mais suportar a cabeça. Boa parte das "pescoçudas" de hoje vive ilegalmente em campos de refugiados na Tailândia, onde atua como "atração turística. Não nos parece estranho?
Poderia citar muitos ainda, como os pés deformados no japão, pelas gueixas japonesas, tal padrão de beleza era, antigamente, um atributo necessário às mulheres  aspirantes a esposos ricos. A missão era imposta às meninas, a partir dos 4 anos, os dedos eram tão apertados que viravam para baixo dos pés.
 Tudo isso é uma questão de moda de época e de local.
Agora tente apresentar a eles uma foto de nossas modelos anorexas, o que pensam que eles dirão?
Padrões são padrões, nem melhores nem piores, mas alguns tão prejudiciais quanto, por que não tornar como padrão o saudável, por que não nos preocuparmos em comer melhor, menos carnes ou nenhuma carne, nos preocuparmos com valores além do corpo. Estamos evoluindo, espero viver na época onde o padrão ideal é o bem estar e a felicidade.


DEUS SEGUNDO SPINOZA

“Pára de ficar rezando e batendo o peito! O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida. Eu quero que gozes, ...