quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Ma perché questa ragazza non balla una tarantella?

A vida para mim é uma eterna mudança de si. Eu me reinvento, me experimento. Já tive vários trabalhos, algumas profissões. Teve épocas, que não bebi nada, noutras experimentei muitas bebidas. Num tempo quis ser mais loira, então usei o louro 12 da Italy, e quando me formei em contabilidade, fiz um penteado mega cheguei e usei um baton vermelho tentações. Fiz caminhada, me esforcei para ser super magra, fiz academia, dieta do suco, do carboidrato, da sopa. Fiz contabilidade, magistério, letras e administração pública. Já li Carinas, Julias e até fotonovelas, leio Nietzsche, li a Arte da Guerra, sou apaixonada por Érico Veríssimo, e estou lendo "A cura de Schopenhauer". Já tentei dançar  e dirigir, ainda estão na lista para tentar denovo. Fui até meio gorda, escureci o cabelo cacheado, agora alisei e estou louca para deixá-lo mais ruivo. Estou fazendo pilates e yoga. Hoje me olhava no espelho durante a aula de yoga, de calça e top, me analisava nas tentativas de acompanhar a arte indiana, olhei minhas ancas largas, braços grossos, minhas heranças italiana, e as colegas  franzinas ao lado, imaginei como estariam meus antepassados a me observar de um outro plano: " ma perché questa ragazza non balla una tarantella", pois é estou mesmo pensando em aprender a falar italiano e quem sabe dançar algumas músicas típicas. Estou numa fase natureba, procuro não comer carne, e  comer muitas frutas e tomar sucos. Vi hoje na net que suco de limão em jejum emagrece, passei no Zaffari, comprei uns limões e uma bandeja de morangos, enormes, gigantes morangos crescidos a base de agrotóxicos, hummm, deliciosos mesmo assim. Subi a Lima e Silva me sentindo a mulher mais linda e mais feliz da rua, e pensando numa taça daquele vinho do pai, ele não é só um vinho, foi meu pai quem fez, meu avô quem plantou as parreiras, enfim, significa paz. Mas também queria comer logo os morangos. Adoro o prédio que moro, e já conheço alguns vizinhos, na chegada  perguntaram da minha coluna, respondi que está ótima, mas  que achava  que hoje precisaria, um relaxante muscular, puxei demais na yoga, e o vizinho de pronto respondeu: - Não tome remédio, tome uma tacinha de vinho! Esse foi o sinal! Devo tomar o vinho! E vou, já coloquei dar uma geladinha. Bom com isso, vou tomar meu vinho e comer meus morangos também, e amanhã...em jejum.......o suco de limão!



Nenhum comentário: