terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Meu Anjo da guarda

Eu tive por toda a infância uma imagem do anjinho da guarda, como essa acima. A mãe sempre contava a história de um vendedor de quadros que chegou em nossa casa, e ela estava grávida de mim, foi a primeira coisa que ela comprou, colocou acima do meu berço. Lembro-me dela falando sobre o quadro quando eu perdia o sono. Criava um historinha, com as duas crianças que atravessam a ponte, e onde sempre no final, como elas eram obedientes, o anjinho estava protegendo, senão poderiam cair no rio, ou noutros tantos perigos. Hoje quando me deparei na internet, com essa imagem, e um  texto sobre anjos, lembrei na hora e pensei que realmente eu devo ter sido obediente, porque sinto que esse anjinho nunca saiu do meu lado. Mesmo quando sua imagem se queimou, junto com todo o resto de nossa história material, ele ficou ainda mais perto, segurando minha mão em todas as pontes que a vida me apresenta.

2 comentários:

Karcellonlas disse...

Elisandra Minozzo

Eu tenho esse quadro.

Karcellonlas disse...

Eu tenho a copia original