segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Poncho Molhado - Alma dos bichos

Lendo hoje, uma revista que chegou as minhas mãos, encontrei alguns questionamentos sob a evolução dos animais, no campo espiritual, o que é negado pela maioria dos humanos hoje em dia. Seguindo sobre o tema, encontrei dados de que na França há menos de 200 anos, houve debates, questionando a existência de alma nas mulheres e nos escravos. Duzentos anos, é um passado bem recente, e vimos isso atualmente como um absurdo. No entanto, muitos negam a existência de alma, de espírito nos animais, uma forma comoda para não culpar-se por usá-los como máquinas, que produzem trabalho, alimento, são o próprio alimento e ainda que possam ser descartados a qualquer tempo. Mas quantas vezes já notamos neles atitudes de emoções como alegria, riso, choro, tristeza, depressão. Acredito que em um futuro próximo, entenderemos o que ainda nos é desconhecido, e aprenderemos a conviver com todos os seres vivos.

Encontrei essa música nativista de José Claúdio Machado,  que fala sobre a alma do boi, a letra identifica algo de espiritual nos animais, no caso gado, e a percepção dos tropeiros nesse sentido. Achei interessante acrescentar, pois se o homem com sua rusticidade de tropeiro é capaz de perceber o lado espiritual dos animais, nós comedores de churrasco, devemos começar a refletir sobre isso.


Nenhum comentário: