sábado, 4 de fevereiro de 2012

A descoberta do asfalto

Venho acompanhando várias reportagens, sobre as cidades da minha região natural, onde nasci e vivi até há um ano atrás. Vejo coisas boas, mas o que mais vejo são conceitos errôneos sendo passados às pessoas, dinheiro público jorrando para projeção pessoal de políticos e administrações, na mídia. Vejo asfalto, muito e só asfalto. E pior, um povo extasiado com o asfalto. Fazer obras é o que há de mais barato e fácil em administração pública. Esse é o básico, o mínimo possível e esperado de um gestor. Criar e manter políticas para o desenvolvimento de pessoas isso sim é verdadeiramente complexo e gratificante para uma comunidade. Há uma briga deflagrada pelas próximas sucessões, muitos supostos futuros candidatos, que alguns torço muito para que não o sejam, pois seria ainda mais deprimente do que já é. A mídia podre e pobre, criando marketing, encima de umas pessoas, que podem ser ótimas, mas não, para gerir as coisas públicas, e isso nos salta aos olhos. Que triste ver em São Francisco a matança de animais, e vendo isso, pesquisei como estão os canis da região, são verdadeiros depósitos de seres indefesos. Sempre fui contra os canis, considero uma forma política de esconder o problema embaixo do tapete, conscientizar, castrar, oferecer serviços de veterinários gratuitos, é muito mais difícil, a grande maioria das prefeituras tem técnicos e veterinários, que poderiam usar um pouco do tempo, para essas causas. A preocupação geral é manter políticas que apareçam, e se não aparecerem, paga-se com dinheiro público, é claro, para que pseudo jornalistas mostrem exacerbadamente. Nosso povo não merece esse tratamento, esperamos pessoas com vontade de mudar, e coragem para ir contra esse sistema que se instalou descaradamente sob nossos narizes, e que muitos dos nossos aplaudem. É preciso gritar, gritar até que ouçam nossas  vozes, pois basta de hipocrisia.

Nenhum comentário: