quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Oba! Yupi! É chuva

Acho tão chato comentar sobre tempo, temperatura, mas seguidamente escrevo sobre isso. Talvez porque as sensações de frio, de calor, entardecer, chuva, nos remetem a lembranças, e por esse motivo é tão comum (para mim ao menos) falar dessas coisas banais. Agora cai a chuva mais agradável desse mês, penso que desse ano. O dia de hoje foi muito quente, daqueles que se tem a impressão de que estamos na frente de uma churrasqueira e o vento que sopra é puro fogo. A chuva, ah...uma chuva tão calma cai agora, um ar refrescante. Me levou rapidamente aos dias chuvosos de minha infâcia. Quando chove pra fora (no interior) é feriado. Então nos reuníamos, pai, mãe e eu, dentro da cozinha, geralmente também faltava luz, e a mãe, aproveitando o tempo livre, fazia alguma coisa diferente para comermos, bolos fritos, montanha russa. Depois das comilanças, brincavam comigo, de desenhar, de jogar baralho, ou a mãe fazia alguma roupa pras minhas bonecas. às vezes, fazia até bonecas de pano. Depois uma corrida rápida na chuva, dos dois, para pegar os terneiros e alimentar os animais. Acho que nossas melhores conversas em família aconteceram em dias de chuva. Com o tempo, também sentirei saudade do dia de hoje e dessas sensações que sinto agora, ar limpo e agradável, estou em casa, no computador, meus cachorros ( os mais lindos) estão nos meus pés, agora tenho 3, depois que minha cadela teve dois filhotes, os pequenos, mordem tudo, meus pés, o tapete, as orelhas um do outro, os móveis, acho isso tão lindo, tão bom. Ter uma vida comum, que por vezes é boa, outras não é, sem a obrigação de escrever o texto mais lido, nem de ser a melhor pessoa do mundo, nesse instante, quero apenas ser assim, de pés descalços olhando a chuva.

Nenhum comentário: