domingo, 7 de novembro de 2010

Guirlandas

Calor, final de ano. Minha euforia de primavera já começa a ser substituida pela nostalgia do verão. Não gosto de finais de ano. Não sei bem porquê, algo no meu subconciente me deixa deprimida nessa época. Basta alguém lembrar de pendurar as guirlandas, pronto! Me deprimo. E olha que faço de tudo para entrar no clima, adoro fazer enfeites de Natal, adoro dar presentes. Mas no fundo, quero que essas datas voem. Aquela retrospectiva de vida, necessária, sempre me lembra que vou precisar de mais vidas, para fazer tudo que gostaria, e que muitas coisas já ficaram, nessa  não dá mais.
É assim e "não há de sê nada". Vamos pendurar as guirlandas, planejar as comidas, os presentes, reunir todo mundo, porque não há poção para felicidade, nem fórmula para mudar o passado e decidir o futuro, podemos apenas caminhar, somos donos somente desse mísero segundo o qual a única coisa que sei é que estou aqui e posso respirar.
*********
Alô, pessoal da Sec. Saúde do Cipó, não esqueçam de pendurar as guirlandas que fizemos ano passado. Lembrem de mim! Saudades de todos!!!!

Nenhum comentário: