terça-feira, 2 de novembro de 2010

A presidenta / Feriadão

Começamos a semana, com uma nova realidade no país. Dilma foi eleita a presidenta do Brasil, apoiada não só pelos pobres e usuários dos "bolsas", mas por grande parcela de uma sociedade pensante, que recebe bons salários e paga impostos de renda. Sempre estive certa que votaria em Dilma, mas admito que em alguns momentos com o pé atrás, no entanto quando a vi falar, no Jornal Nacional depois de eleita, me convenci de que fizemos uma ótima escolha. Numa mesma geração, uma mesma pessoa passa de perseguida política, para presidenta da República. Colhemos hoje os frutos da luta pela democracia, o que prova a importância que temos, na condição de povo. As coisas são como são, mas não significam que devem ser assim para sempre, o que é pode ser mudado. Basta coragem. Assim se muda o mundo, dessa forma estamos mudando o Brasil.
*******
Voltei de fora hoje. Depois do feriadão, com a certeza de que não sou preguiçosa, nem vagabunda, por ter tido um feriado no meu trabalho. Preguiçoso é aquele que não cumpre com suas funções no horário estabelecido pra isso. Se dar ao luxo de conviver com a família, dar atenção aos amigos, aos pais velhos, estudar  e mesmo cuidar do jardim, não é vagabundagem. Tempo livre é um luxo sim, mas que se conquista. Sem dor na conciência quando sabemos que cumprimos honesta e dignamente nossa função na sociedade.

Nenhum comentário: