terça-feira, 24 de maio de 2011

Uma história de amor moderna

Resumidamente, conto-lhes um conto de amor moderno, onde a prova do amor sincero se alia a tecnologia para salvar uma vida. Os protagonistas são minha tia, irmã da mãe e o esposo dela. Casados há quase trinta anos, foram vizinhos desde a infância, conheceram-se ainda nos tempos de escola. Casaram-se, construíram uma casa perto das duas famílias, em Santiago, e aí fizeram a sua família, tiveram uma filha, hoje adulta. Nem sempre viveram entre rosas e perfumes de flores, dias difíceis vieram, tentativas frustradas de ter mais filhos, o que  não foi possível, filha adolescente para educar, problemas de todo casal normal de nossa sociedade. Há alguns anos, ela descobriu que tinha problemas graves nos rins. Suas vidas começaram a mudar em função da doença, os exaustivos exames, medicamentos, restrições alimentares, incontáveis idas e vindas a Santa Maria. O início da hemodiálise, que graças a Deus, foi praticamente junto ao funcionamento dos equipamentos no HCS, o que encurtou ao menos as viagens. Logo seu casamento também adoeceu, muito complicado lidar e aceitar, certas coisas da vida. Nessa mesma época, a fila para doação de um rim, mostrou-se como sua única chance. A espera indeterminada sufoca, ela se manteve otimista, bem-humorada, confiante. Mas como para o amor, não há obstáculo, meu tio, seu marido, já de volta ao seu lado  dando apoio e sendo apoiado por ela, ofereceu-se para fazer os exames para compatibilidade da doação de um dos seus rins para ela. Ele foi a primeira pessoa a fazer os exames, e foi compatível. Fila de novos exames, muitos deles, autorização para doação, espera para cirurgia. Enfim, a cirurgia: tira-se o órgão doente do corpo dela e coloca-se um órgão sádio e abençoado pelo amor, tirado do corpo dele. Os corpos reagem, positivamente, não poderia ser diferente, diante de um gesto como esse. Ele já está em casa se recuperando, e ela deu alta hoje. Pode-se dizer que agora mais do que nunca, fundidos nessa história de um amor aliado a ciência que salvou não só a vida dela, mas que nos fez acreditar  que tudo é possível.

2 comentários:

Iolanda Pavanelo disse...

Parabéns

Muito bem relatada essa linda história.
Que Deus permita cada um de nós termos um pouquinho desse amor presente neles.
o Amor transforma tudo...
bjs

Luciane disse...

Que linda história Elis, eu sabia um pouco ,mas não com esses detalhes...Que esse amor viva para sempre !!!!
bjos