quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Pós-eleição

Acabou, alguns decepcionados outros radiantes. Tantos com expectativas frustradas, muito dinheiro gasto. Mentiras, enrolações, também dedicação e esforço verdadeiro. Quantos acreditaram de fato, brigaram pela chance de fazer a diferença. Perderam, a eleição ou a ilusão. Quantos surpreenderam positivamente. Vendo as fotos da comemoração da vitória do Deputado Chicão, vi muitas coisas nos rostos daquelas pessoas, umas anônimas, outros mais conhecidos da sociedade, com  lágrimas nos olhos, envoltas no ufanismo, numa alegria sincera. Mas por que afinal? Porque ele tem a cara de todas elas, ele está tanto no Esso depois das 6, no bolicho ali da esquina, como nos jantares mais deslumbrantes da cidade, com a mesma expressão,  cumprimenta todos da mesma forma. E quando falamos em representante do povo, temos que pensar em alguém com cara de povo, jeito de povo. Nós queremos pessoas o mais parecidas conosco. Aquela figura do político de terno, com ar de bem nascido, superior ao resto do mundo, não convence mais. Vejamos nosso presidente Lula, em seu segundo mandato, se reelegeria infinitamente se fosse possível, ele é povo, bebe sua bebidinha, fala bobagem. Tem a cara da maioria. Espero que os resultados dessa eleição, sirvam para os políticos aqui da nossa Santiago, refletirem, sobre sucessão municipal, pois há até quem diga que disputa com o Papa na convenção, mas não abre mão de ser candidato, para aqueles que se bastam em apenas ser candidatos vão em frente. Porém, para os que sonham em ser representantes do povo, comecem a sentir o povo, falar com o povo e confeccionem a bandeira da humildade, pois sozinho, não se vai longe.

Nenhum comentário: