terça-feira, 29 de junho de 2010

Santiago foi notícia há cem anos

Correio do Povo do dia 28 de junho de 1910 noticiava:



Linhas telegraphicas - Dentro em breve, o tenente-coronel dr. Fernando Setembrino de Carvalho, commandante do 3 batalhão de engenharia, inaugurará a estação telegraphica de Santiago do Boqueirão. O coronel Setembrino vae prosseguir na construcção da linha telegraphica entre as villas do Povinho e S. Francisco.


Grafia da época preservada acima.

Fonte: http://www.correiodopovo.com.br/Impresso/?Ano=115&Numero=271&Caderno=0&Noticia=160109
*********
Nossa cidade foi chamada de Povinho por muito tempo, nessa ocasião o Jornal Correio do Povo noticiava um grande avanço para a cidadela. Na atualidade somos notícia por muitos fatos que nos enchem de orgulho. Tenho especial carinho pela cidade que escolhi morar. Uma conquista tecnológica da atualidade que me deixaria, e a outros tantos,  muito contentes seria: "Inaugura-se nesta data, a distribuição de sinal de internet gratuita para todos os Bairros de Santiago. Fruto de um projeto arrojado, o sinal  deverá ser ampliado em breve para as principais vilas do interior do município."

Tudo aquilo que hoje consideramos impossível é porque ninguém ousou tentar.

2 comentários:

AS COISAS COMO ELAS REALMENTE SÃO! disse...

olá.

Com relação a internet gratuita, os Municipios não tem condiçõs de ancar a conta. pois para presar um serviço de qualidade seria necesário investir uma fortuna em infraestrutua, que por sinal fica obsoleta em no máximo dois anos, alem de profissionais qualificados, sem contar o link que é comprado da OI, mais uma cacetada mensal.Na grande maioria das cidades as prefeituras não tem condições nem de cuida dos seus moradores de rua, sem falar nos seus doentes, dos burracos da rua. Deixa a internet pra quem intende.

Aqui no Capão do Cipó a internet é de graça, mas chegou a um ponto onde a demanda era muito maior que as condições que a prefeitura dispunha, aí entrou as empresas particulares que tem condições de investir em tecnologia e pessoal, proporcionando qualidade aos consumidores, resultado a rede da prefeitura chegou a ter 270 usuários , hoje não chega a 20. Um grande abraço.

Giovani Diedrich

Elisandra Minozzo disse...

Depende muito das prioridades de cada município. No meu ponto de vista internet é educação + cultura,depois de saúde, o que mais falta na sociedade. Respeito tua opinião, mas continuo sonhando.

Obrigada pela leitura.