sexta-feira, 27 de março de 2009

Movimento " Volta Júlio!!!"

Acredito que todos os leitores fiéis dos blogs da região já devem ter sentido falta das polêmicas, notícias de primeira mão e mesmo das garrafas de vinho que ele costumava ganhar. Nem sempre suas postagens me agradavam, nem sempre compartilhei da mesma opinião, mas sempre foi o primeiro blog que eu acessei. Algumas vezes eu me irritei profundamente com suas postagens, noutras eu pensei " ainda bem que alguém teve coragem de dizer isso". Enfim, a blogsfera santiaguense não é mais a mesma. Não somos grandes amigos, apenas nos conhecemos socialmente, mas atrevo-me a deixar um pedido " Volta Júlio", pois as grandes conquistas da humanidade se deram porque alguém despertou no povo que ele tinha capacidade para pensar e questionar.

3 comentários:

Rúbida Rosa disse...

Credo! pensei que tu eras uma remascente do juízo e do bom senso...

Júlio César de Lima Prates disse...

Prezada Amiga; desculpa por responder-te só agora. A Lizi tava fazendo as postagens na casa de uma amiga dela, vizinha nossa, e eu sem internet, razão pela qual há 2 dias não lia os blogs. De qualquer forma, agradeço as tuas palavras bondosas e louvo-te pela coragem. Sinceramente, não me acho merecedor de tal destaque, sou apenas mais um, nada mais que isso, talvez um pouquinho mais cri-cri, mas só isso.

Cristiano Freitas Cezar disse...

Juízo e bom senso, palvras que balizam a máxima de Voltaire: "Posso não concordar com nada do que dizes, mas defenderei até a morte teu direito de dizê-lo".
Sou natural de Santiago, deixei essa terra há dois anos, assim como tu, por razões profissionais. Morei um ano em São Borja, e agora, resido no município de Silvânia, Estado de Goiás.
Nunca me "desliguei" de minha região ou meu Estado, e sempre quando quero saber dos "acontecidos" da região, consulto os blogs locais (na imprensa oficial não dá pra confiar), como O Boqueirão, O Carteiro do Poeta (sem atualizações há muito tempo), O blog do Márcio Brasil, e em especial o blog de um santiaguense muito a frente de seu tempo, o do sociólogo Júlio Prates.
Como bem disse o editor do Boqueirão, a logosfera perde um pouco de seu brilho, fica mais vazia sem a presença das afiadas palavras de Julio Prates.
Endosso teu pedido pela volta desse bravo, divulgando teu manifesto em meu blog.
Abraços