sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Histórias de Cipó


Costumo fazer caminhadas todas as tardes pela estrada empoeirada, dessas caminhadas poderia tirar muitas histórias engraçadas, mas por enquanto vou contar uma: "Nessa terça-feira em companhia da amiga Luciane, fomos caminhar na estrada que vai para um dos assentamentos, logo na primeira curva, nos deparamos com uma ninhada de gatos, meu Deus! Não gosto de gatos. Continuamos caminhando, se ainda estiverem quando voltarmos, levamos, fazer o que, deixar os indefesos na estrada? Não dormiria mais. Nos seguiram por uns metros e desistiram exaustos. Andamos até onde haviamos nos programado e voltamos, cada carro que passava eu me preocupava, será que não atropelou algum? Na volta lá estavam, a gata mãe, fugiu em disparada pela lavoura, (a Lu até tentou pegar, mas não alcançou) os dois indefesos correram atrás de nós denovo; bom, vamos levar. Cada uma pegou um, já verificamos são fêmeas, nos afastamos alguns metros e outro miado, vinha correndo da sarjeta, mais um, digo, uma. Parecia que dizia "quero ir junto, não me deixem", é claro que voltei e peguei. A Luciane estava de boné e achamos a opção mais comoda, acomodá-los dentro dele ( dá pra imaginar o tamanho). Foi assim que continuamos, dois no boné e um na minha mão. Entramos na cidade, com a família Gatos, foi uma cena meio curiosa, já que eles miavam sem parar, chegamos no mercado compramos ração e já arrumamos uma caixa de papelão para servir de cama. Resumindo, na divisão herdei um, digo uma, está lá em casa, toda esparramada, já pensa que até manda em mim. Subidinhas no motor da geladeira, em cima da CPU, e a danadinha já se atreve até a subir na minha cama, e quando grito "Gato", porque ainda não achei um nome, ela vem toda charmosa se enroscar nos meus pés. Não há quem não amoleça, até eu que pensava, que não gostava de gatos. Mas por enquanto, não vou mais por aquele caminho, vai que eu comece a encontrar mais gatos, cachorros, cavalos abandonados, haja caixa de papelão."

Um comentário:

Vivi disse...

muitos risos aqui...
Adorei essa historia..
e eu ainda amo gatos..(tenho dois no apto!)
Viu como eles sao incriveis?
Mas esta se dando bem com a sua cadelinha???Olha que pode dar briga, e ai..adeus sofas, cadeiras....etc

(capaz, isso raramente acontece).
Bjussssssss