segunda-feira, 28 de março de 2011

Atualizações de um domingo introspectivo

Hoje estou na  Cidade Educadora, Terra dos Poetas, na nossa Santiago. Cheguei ontem, para a formatura do Denilson, para a festa ao menos. Tivemos uma provinha de direitos humanos na tarde de ontem, após juntamos o pessoal da região, locamos um carro, digo, um uno, básico, basicão mesmo, e nos largamos da capital. A viagem foi tranquila, mais uma história pra contar na velhice, deu tudo certo e daqui a pouco voltamos, com essa chuvinha, com a neblina, bem na lenta, devagarinho, o importante é chegar lá.

Estava fora desde o carnaval, e Santiago me pareceu tão diferente, passei por umas lojas novas, pelo menos duas, acho que era minha saudade, ou meus olhares já estão mudando. Em casa, encontrei um livreto, falando sobre a meta número 1 da implantação dos projetos da Cidade Educcadora, "Educação Ambiental - Arborização Urbana", pensei: "Puxa vida, que legal isso! Vai fazer muita diferença em 50 anos." Quem sabe em menos tempo, espero que isso continue, que realmente vingue, difícil, raro, ver prefeitos se preocupando com o futuro.

Fico mais um tempo em Porto alegre, ao menos até dia 15 de abril, e quem sabe até fique por lá alguns meses, ou alguns anos. Eu gostei muito da cidade, a maioria de nossos pavores interioranos, são mito. Tem seus perigos, seus contrastes sociais, isso tem mesmo, mas a vida por si é risco, temos que ser prudentes, não vejo nenhum segredo, nenhuma poção mágica e desconheço se existe o lugar perfeito para viver. Tenho ouvido e conversado, mais ouvido, muitas pessoas que partilham de pensamentos e opiniões parecidas com as minhas, me senti bem, não me sinto deslocada, estou tranquila e esperando minha próxima missão nesse plano.


Nenhum comentário: