domingo, 3 de outubro de 2010

Eleições - um voto de esperança

Enfim as eleições. Muitas filas, algumas pessoas levam as crianças junto. Enquanto esperava o Denilson votar, na Escola Candido Genro, uma senhora passou por mim e disse sorridente: - Dever cumprido! Exatamente assim se sentem os brasileiros hoje: esperançosos, gratos pela democracia, todos são iguais, o voto dos pobres e ricos tem o mesmo peso, dos cultos e dos leigos, do padre e da prostituta, todos tem  a oportunidade de colocar na urna suas esperanças. Meu pai deu alta agora pela manhã e fez questão de chegar na sua seção para votar, a mãe me disse: - Deixa, ele espera desde o começo do ano. Que vote então. Até o final do dia, já saberemos os resultados, Tiricas e Melâncias. Quais estarão decidindo em nosso nome, hoje é dia, hoje lhes delegamos esse poder!

Nenhum comentário: