terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A gringa e as uvas


Conta a lenda da gringolândia que em meados de 1900, chegou ao Brasil, direto da "nostra" Itália, com sua família, uma gringa de olhos azuis, cabelos cacheados da cor de favos de mel. Uma viagem de 3 meses, a bordo de um navio, sem nenhum luxo e conforto. De bagagem, traziam uma "tuia" de tábuas, com tudo que haviam juntado na vida. Mas esta tripulante em especial, trazia nas mãos um vaso com uma pequena muda de videira, não descuidou do precioso objeto em nenhum momento. Regou, conversou, afofou a terra do pequenino vaso. Ao descer no porto, ainda carregava a planta, e assim fez durante toda viagem de trem e carroça que a trouxe até a Linha Três, no RS. Ali construiram sua casinha de pau-a-pique, a videira foi cuidadosamente plantada em frente à porta, deu sombra e frutos para os filhos que logo vieram. Dessa mudinha, nossa família construiu uma tradição, de plantar a uva e fazer o vinho, assim como nossos ancestrais.

Um comentário:

Isadora disse...

Oiii maninha..que história linda!! rsrsrs bjos Isa